terça-feira, 22 de janeiro de 2013

Retro-solidão.

Mão da simples feliz certeza, a joguei fora. 
Entende sentido, o qualquer um que vê-se. 
Sobrou ponto, faltou letra e sumiram vírgulas. 
Mundo roda, sim. 
Triste e real solução a li retrocedendo sedento. 
Acabo eu aqui, solidão.


(Se não entendeu ou entendeu, leia literalmente de trás para frente).

Conhecido desconhecido

A vida cresce em cada folha que cai, cada ser que tomba ao chão. 
Engraçado é que deixando vidas para trás, a vida segue para frente. 
Tudo se renova em cada repetição pré-anunciada, mas esperada. 
Espero que o esperar revele tudo o que já se sabe, mas ainda sim se desconhece.

Fortalezas Ambulantes


Frágil vida de fortalezas ambulantes. 
A paz que pede, a fatalidade impede. 
Corra o curso que cursa aqui o pedido: 
Mesmo frágil, continue a ser fortaleza esse ambulante.