sexta-feira, 28 de agosto de 2009

Sobre nadas e fins...

Peça para dois sopranos e piano preparado.

Sobre Nadas e Fins

“Cinzas vão escondendo a alma.
Leve pluma... Vai e cai, e traz e sai de mim!
Ate aonde levo leve sem querer parar?

Em cinzas me vi... Ah... Levo o leve som do fim, o som cheio de mim.
Nem em céus nem em sóis eu vi! Leve pluma... Vai e cai e sai de mim!
Até onde vai o fim daqui? Aonde vai?

Tortos sons me escapam e me confessam.
Ah, Ate aonde levo leve sem querer parar?
Leve sonho vão... No chão... Levo o leve som do fim, o som cheio de mim.
Escondendo a alma eu vi! Leve pluma...
Vai e cai e, sai de mim!”

2 comentários:

  1. Amei e pronto!
    Tu sabes o quanto o admiro!
    Continue escrevendo sempre...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado, Lu.
      Quanto tempo não vinha aqui!
      Beijos!

      Excluir